top of page
Buscar
  • Paraíso das Águas

Como é feita a educação ambiental em hospedagens de turismo sustentável?

Atualizado: 15 de ago. de 2023



Em Bonito (MS), gestores do Hotel Paraíso das Águas iniciaram ações educativas que atraíram público com preferência em negócios focados no meio ambiente


Quando você lê um conteúdo sobre educação ambiental em hospedagens de turismo sustentável, qual o primeiro pensamento que surge? Um lugar cheio de regras e que acabará com seu desejo de relaxar no período de férias? Podemos garantir que não se trata disso.


Inicialmente, um hotel ou hospedagem sustentável são caracterizados por praticarem ações baseadas nos conceitos de sustentabilidade. Em outras palavras, são empresas preocupadas em conservar os recursos naturais da região, promover o desenvolvimento local ao indicarem os produtos e serviços existentes e contribuírem com a geração de renda da população.


Desse modo, o que esses estabelecimentos querem é convidar o hóspede a participar dessa rede colaborativa. E como isso é feito? Colocando o próprio lixo nos recipientes de reciclados, não jogando papel, plásticos e outros detritos nas ruas ou ainda, quando vão aos passeios em áreas florestais, levarem uma sacola para guardar o que sobrou do lanche.


Não parece difícil, certo? E tudo é feito com planejamento e treinamento dos funcionários, de modo a não causar nenhum tipo de desconforto ao hóspede. Vale lembrar que quando o visitante for embora, a população continuará no local e depende da renda obtida com o turismo. Então, com a colaboração de todos, os destinos ecológicos se mantêm preservados e todos saem ganhando.


Onde encontrar turismo sustentável?


Agora que você já sabe que o turismo sustentável não é um "bicho de sete cabeças", vamos dar um exemplo muito bacana em andamento no município de Bonito, no Mato Grosso do Sul. A cidade está localizada na região Sudoeste do estado, e tem um bioma diferenciado, já que é formada por uma mescla de espécies do cerrado e da mata atlântica.


Outro ponto que tornou o destino reconhecido internacionalmente são as águas transparentes de alguns rios. Isso é resultado de reações químicas naturais (calcário) que possibilitam ao turista, visualizar a olho nu, detalhes da fauna e flora existentes no fundo dos cursos d’água.


As belezas naturais renderam a Bonito premiações importantes, como ser considerado por 16 vezes, o melhor destino de ecoturismo do Brasil. No entanto, o mais relevante é a população, que em sua maioria, vive do comércio turístico e tem consciência de que é preciso cuidar do bioma local, de modo que se mantenha em boas condições.


Paraíso das Águas: parte da história de Bonito


Portanto, para saber mais sobre a educação ambiental em serviços de hospedagem conversamos com a empresária e CEO do hotel Paraíso das Águas, Silvia Schimdt. Ela destaca que o empreendimento familiar foi criado pelos pais há 27 anos, e atualmente, é administrado junto com o irmão, Ari.


O hotel tem uma localização privilegiada, bem na área central da cidade, e oferece todo o conforto de uma hospedagem dos grandes centros urbanos. Contudo, o diferencial é desenvolver as práticas de turismo sustentável nas atividades diárias, contribuindo com a conservação do patrimônio natural do município.


Antes de relatar como aconteceu o processo na empresa, é importante destacar que o Paraíso das Águas tem certificações importantes na área ambiental, entre elas: ‘Viagem Sustentável’ da plataforma Booking, ‘Travelers Choice 2022’ da Trip Advisor, ‘Travel Mith’ por ser um negócio Eco Friendly, ‘Selo de Turismo Sustentável’ e mais recentemente, a certificação internacional do ‘Instituto Lixo Zero’.


Todas essas conquistas não aconteceram do dia para noite, explica Silvia e começaram em um dos momentos mais difíceis dos últimos anos, a crise sanitária mundial do coronavírus.


“Eu acredito que o significado da palavra sustentabilidade vem mudando nos últimos anos, mas a pandemia deu um novo direcionamento ao tema. De repente, todos tiveram que parar e fechar as portas, e isso serviu para refletirmos sobre o que realmente era importante para a humanidade”, destaca.


Quais as estratégias usadas para educação dos hóspedes?


Ao entrar nas dependências do Paraíso dos Águas, o hóspede já se interessa pelas lixeiras seletivas, o colorido da decoração e recados dispostos na recepção. Ao terminar o check-in é informado sobre o sistema de funcionamento da iluminação, sinalização de reuso das toalhas e da separação do lixo que levar para o quarto.


“No início causou uma certa surpresa, mas nada que tenha causado mal-estar ou sentimento de ofensa aos clientes. Agora que já conseguimos sistematizar as ações, sistematizamos atitudes padronizadas”, detalha a empresária:


- Sinalização com placas em todo hotel já estão instaladas;

- Nossa equipe explica a Política de Sustentabilidade ao hóspede quando efetiva a reserva, ou seja, antes da chegada (está em fase de implementação);

- Estamos estudando uma forma de recompensar o hóspede que entender a importância e seguir todas as orientações.


Silvia acrescenta que os feedbacks já começaram a aparecer, e ao mesmo tempo, o modelo de sustentabilidade está atraindo um novo público, resultado das divulgações efetivadas nos canais de comunicação da empresa.


“É muito bom quando um hóspede reconhece e aprova o plano de reciclagem ou a opção de uso de toalhas. Elogios são bons, mas o melhor é quando a pessoa se engaja e consegue levar para o dia a dia, essa mudança de comportamento”, conclui a empresária.


Portanto, se você deseja saber mais detalhes sobre um hotel com práticas sustentáveis acesse o site do Paraíso das Águas. Confira as ações, as acomodações, serviços oferecidos e aproveite para fazer uma reserva. Afinal, a XXII edição do Festival de Bonito acontecerá em agosto.


Fonte: Aline Oliveira

DRT 044/MS

14 visualizações0 comentário
bottom of page